AMAN75-83
O tema é: Brasil em perigo

O lula e mst terroristas, protegidos pelo Ministério Público

Por: NEY DE OLIVEIRA WASZAK - CEL
Em: 06 de MARÇO de 2015

Logo após, o agora terrorista e apedeuta lula ter solicitado a presença do "exército do stédile", o mst pratica ato de vandalismo e não houve nenhuma prisão, nem de lula ou do stédile.

Vou tentar auxiliar a Polícia Federal e ao Ministério Público.

Não é a primeira vez que esse grupo terrorista, travestido de movimento social, testa sua tática. O seu líder deveria estar preso há muito tempo, pois está claro que são ações terroristas.

Devemos lembrar que a época da eleição o bandido terrorista, João Pedro Stédile em entrevista, promete “GUERRA”, caso o candidato à presidência da república, Aécio Neves (PSDB), seja eleito. Não seria o caso de prisão?

Ainda em auxílio e segundo nossas leis, temos o lula que incentivou a violência e o stédile que a executou, pois, na declaração do apedeuta ficou claro que a milícia é comandada por stédile, que cumpre as ordens de lula.

Somente vimos o Bolsonaro entrar com uma representação contra o ex-presidente e ainda não assistimos sua prisão.

O que está acontecendo no Brasil, já é sabido por qualquer pessoa que deseje pensar, o pt está preparando o Brasil para se tornar um participante da república bolivariana, com governo comunista.

Será que o brasileiro não olha para a Venezuela para ver qual é o resultado?

O caminho seguido, se não for barrado, levará nosso País a uma Guerra Civil, que como já disse; o apedeuta a declarou, e o mst já testou sua força de forma dissimulada, mas eficaz, destruindo patrimônio, inclusive projeto de pesquisa.

Nem o impeachment seria a solução, pois, após o impedimento o Temer assumiria, junto com o PMDB, até não seria problema, exceto que esses políticos que continuariam com o governo, são os mesmos do mensalão, cuecão e petrolão, além de diversos processos dos quais são réus.

Se pudéssemos impedir esses políticos bandidos de assumir qualquer função, resolveria, mas não podemos. O que fazer? Como barrar o caminho para um governo bolivariano?

Somente vejo as Forças Armadas (FFAA), em especial o EXÉRCITO BRASILEIRO, em condições de barrar tal caminho.

Temos o EXÉRCITO BRASILEIRO, com base no Artigo 142 da Constituição, para intervir legalmente, e após a intervenção, sugiro o seguinte:

1. Fechar Executivo, Legislativo e Judiciário;

2. Estabelecer um governo composto por um Grupo de brasileiros notáveis, sem nenhum viés ideológico, mas fiéis aos princípios de família e religião;

3. Estabelecer uma constituinte, para criar a nova Carta com real propósito de proteger o Brasil e os brasileiros, sem favorecer bandidos, políticos ou facilitar a difusão de ideologias contrárias ao sentimento brasileiro, inclusive ter como imposição, definir terrorismo e guerrilha. O prazo para conclusão dos trabalhos seria de 12 meses;

4. Marcar eleições para todos os cargos eletivos previstos na nova Constituição;

5. O Judiciário será composto por um plano de carreira sem indicação política e para o Supremo Tribunal Federal, os ministros deverão ser eleitos entre os possíveis juízes, em condições de ocupar a função, conforme definido no plano de carreira.

6. Em nenhuma etapa poderá ter algum militar, às FFAA caberá a função de garantia das atividades e fiscalização, com acompanhamento de todas as etapas.

É claro que minha sugestão é uma ideia que deve ser aperfeiçoada, não sou dono da verdade, mas o fundamental é sairmos desse círculo vicioso, onde o político define quais são suas vantagens e salário, sem gerar recursos, sendo o povo obrigado a prover. No caso do Judiciário, as indicações, conforme pode ser observado hoje, são muito maléficas, pois um executivo mal intencionado, em conluio com o Congresso empossa Ministros, sem condições.

EXÉRCITO BRASILEIRO, SOCORRO!