AMAN75-83
O tema é: Brasil em perigo

Intervenção? ou Guerra Civil pelo pt?

Por: NEY DE OLIVEIRA WASZAK - CEL
Em: 02 de JANEIRO de 2016

Minhas preocupações se agigantam, pois os acontecimentos são por demais assustadores e preocupantes, por nos encaminhar para uma GUERRA CIVIL.

Tenho respondido aos Confrades que questionam a falta de ação das Forças Armadas (FFAA), de que a situação atual é muito diferente de 64, pois as Instituições funcionam conforme a lei, apesar de que na prática vemos verdadeiros absurdos e desmandos.

Poder Executivo


A terrorista, como executivo, cumpre sua missão, que recebeu quando participava dos movimentos terroristas, na década de 60. Destruir o Brasil.

Junto com o pt e a esquerda, tentam alterar a história, escondendo que eles desejavam transformar o Brasil numa ditadura comunista alinhada com; a China, a então União Soviética e Cuba. Mentem como é comum, dizendo que lutaram contra a ditadura. Quem lutou contra a tentativa de ditadura foi o povo brasileiro e as FFAA e vencemos.

A presidente cometeu crime de responsabilidade, apadrinhou os amigos ideólogos petistas e de esquerda, com cargos e benefícios, com objetivo de assalariar a ocupação do estado por bandidos.

Wanda também deteriorou a maior Empresa do Brasil e uma das maiores no mundo, a Petrobras, que é hoje a empresa mais endividada do mundo. Fraudes e negociatas, desde quando presidente do Conselho de Administração, onde os amigos formam beneficiados, conforme as investigações comprovam, até como chefe do Executivo.

Facilitou o trânsito de seu criador, junto aos diversos países ditatoriais, que receberam financiamento do BDES, onde, para o porto de Mariel os juros foram de 4,4% (quatro vírgula quatro por cento), sendo que o BNDES capta os recursos com juros no mínimo de 10% (dez por cento). Quem paga a diferença? OS BRASILEIROS. As investigações mostram que parte do dinheiro retorna ao pt e seus apadrinhados. Isto não caracteriza ESTELIONATO?

Somente a despesa com juros da dívida o dispêndio foi de R$ 496,9 bilhões.

O pedeuta, presidentro, convocou o exército do stédile, para controlar a população.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, pediu aos movimentos sociais a ida à "rua entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente". O fato ocorreu na presença da terrorista e ninguém deu voz de prisão ao bandido, que é financiado pelo governo.

Todos os dias somos informados, não é mais surpresa, de mais uma fraude e felizmente as investigações chegaram o enriquecimento da família do apedeuta.

Falando no apedeuta desejo saber se há alguma ação contra o marginal que retirou do Palácio do Planalto, objetos pertencentes à República, caracterizando FURTO.

Clique aqui para detalhes

Não podemos esquecer da proteção aos artistas alinhados com o pt e a esquerda realizada com base na lei Rouanet, que financia bandidos, terroristas e artistas que não têm necessidade, alguns exemplos:

Filme sobre José Dirceu, R$ 1.526.536,3; DVD musical do funkeiro MC Guimê, R$ 516.550,00; Blog de Maria Bethânia, R$ 1.356.858,00; Luan Santana, uma turnê de shows ao vivo, R$ 4.143.325,00; Shrek, O Musical e Turnê, R$ 17.878.740,00 e outros também terríveis.

Para fechar o ano no ápice da sujeira a terrorista colocou o bandido, formador de grupo para fazer do Brasil uma república comunista, que fugiu vestido de mulher, como herói, como é possível uma desclassificada fazer isto?

Estas ações do Executivo já não autorizam o Legislativo ou Judiciário decretar intervenção?



Poder Judiciário


É flagrante o resultado da aplicação da metodologia de Gramsci nas Instituições brasileiras, como podemos identificar no Supremo Tribunal Federal (STF) ocupado por agentes do partido que planejou a tomada do poder, atendendo ao previsto no Foro de São Paulo (FSP), visando a bolivarização do Brasil.

Devemos lembrar que no impeachment do ex-presidente Collor, dois ministros se declaram impedidos: O Ministro Marco Aurélio Mello, por ser primo de Collor e por ter sido indicado por ele para o cargo e Francisco Rezek, por ter sido Ministro no governo Collor antes de assumir a cadeira do Supremo.

Segundo o Código de Processo Civil (CPC), teríamos que ter alguns dos juízes do STF, declarados impedidos ou suspeitos, com base nos artigos 134 e 135, que defini impedimento e suspeição.

Ministros que deveriam se declarar impedidos, com base no caso anterior e na lei:

Marco Aurélio: o advogado do PC do B, que assinou a ação é genro do Ministro;

Lewandowski: nomeado por Lula, além de ser seu amigo particular;

Cármen Lúcia, nomeada por Lula;

Luiz Fux, nomeado por Dilma;

Rosa Weber, nomeada por Dilma;

Teori Zavascki, nomeado por Dilma;

Roberto Barroso, nomeado por Dilma e há indícios de que o Ministro Barroso continua a responder ilegalmente por duas empresas, segundo o site da Receita Federal.

Fachin e Toffoli foram nomeados por Dilma, e participaram ativamente de campanhas do PT, campanhas essas que se beneficiaram de dinheiro desviado da Petrobras.

No Julgamento, o Ministro Barroso fez uma argumentação mentirosa, pois, o que disse não é o que está escrito na Lei e também não está no regimento interno da Câmara. Isto não é crime?

O Supremo, não tem a prerrogativa, de estabelecer o rito do processo de impeachment, que a Constituição atribui ao Congresso, isso é intervenção de um Poder em outro, o que não é legítimo.

É bom lembrar que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mandou arquivar representação contra a campanha eleitoral de Dilma Rousseff por uso indevido dos Correios na eleição do ano passado.

O escrito acima deixa caracterizar que o poder judiciário, representado por sua maior corte , o STF e pelo TSE, está corrompido e aliado ao governo do pt e atendendo ao FSP.

As opiniões do relator Edson Fachin e o julgamento de Dias Toffoli, foram somente história de cobertura.

Como disse a Sra. Magda Brossard, filha do jurista Paulo Brossard: "Hoje tenho um sentimento de tristeza e vergonha pelo que ouvi em sessão do tribunal que meu pai integrou de forma honrada e livre...".

Para nos alertar o Ministro Gilmar Mendes, do STF, alerta:

"Lembra que eu tinha falado do risco de cooptação da Corte? Eu acho que nesse caso isso ocorreu… diante desse quadro de grave crise de corrupção, nós vamos ficar fazendo artificialismos jurídicos para tentar salvar, colocar um balão de oxigênio em alguém que já tem morte cerebral"

E ele continua:

"É claro que há todo um projeto de bolivarização da Corte. É evidente que assim como se opera em outros ramos do Estado, também se pretende fazer isso no tribunal e, infelizmente, ontem (quinta) nós demos mostras disso… o tribunal acabou chancelando uma política fisiológica"

Estas ações do Executivo e do Judiciário já não autorizam o Legislativo decretar intervenção?



Poder Legislativo


Tanto o presidente do Senado, como da Câmara estão envolvidos nas investigações da operação lava-jato, pelo menos 47 (quarenta e sete) ocupantes das casas parlamentares estão também envolvidos na referida investigação.

Constantemente acompanhamos denúncias a respeito de compra de deputados ou senadores, para que se consiga a aprovação de leis, decretos, Medidas Provisórias.

O senador Delcídio do Amaral, líder do governo no Senado, está preso.

O sistema político atual, somente favorece os cartéis e conchaves, com objetivos escusos.

Na realidade o Congresso não nos representa, pois na sua maioria os Congressistas, agem em proveito próprio.

Estas ações do Executivo, do Judiciário e do Legislativo já não autorizam ao povo brasileiro decretar intervenção, por via das FFAA, com base no Parágrafo único do Art 1º e do Art 142 da Constituição?



Na convocação dos Oficiais R/2, em 9 de outubro de 2015.

O comandante do Exército, General-de-Exército Eduardo Villas Bôas, disse ver risco de a atual crise virar uma "crise social" que afetaria a estabilidade do país, o que, segundo ele, diria respeito às Forças Armadas.

"Estamos vivendo situação extremamente difícil, crítica, uma crise de natureza política, econômica, ética muito séria e com preocupação que, se ela prosseguir, poderá se transformar numa crise social com efeitos negativos sobre a estabilidade", afirmou.

O militar prosseguiu: "E aí, nesse contexto, nós nos preocupamos porque passa a nos dizer respeito diretamente"(sic).

A resposta a tudo que ocorre está com o povo brasileiro e nossas FFAA.

Não tenho autorização para falar por nenhuma das Forças, que não são aventureiras, mas nosso Comandante do Exército Brasileiro declarou (Diário de Pernambuco 17/10/2015): "Estamos em crise econômica, política e ética. Se transformar em crise social, pode gerar problemas de segurança pública e o Exército pode ser chamado a intervir".

BRASILEIRO EXIJA O SEU DIREITO E SALVE O BRASIL